quarta-feira, 26 de julho de 2017

Minha vózinha.

Era fragilmente forte, de fé inebalável que muito me aproximou da minha. Com seus longos cabelos, tão brancos quanto a neve nos galhos da laranjeira.Seus vestidos abaixo dos joelhos,olhos que perderam muito cedo o brilho do sol e os encantos da lua.
Que saudades sinto de ti minha saudosa vózinha! Apesar de tanto tempo de sua ausência física, ainda te sinto tão pertinho.Assim, eternizada está no meu coração, onde guardo para sempre os seus bons conselhos e todo carinho e gratidão por ter  essa grande benção de ser sua netinha.

domingo, 23 de julho de 2017

🎭Ong Arte Viva. 🎭

O fogo apagou,
O que era bom ele levou,
E no pobre chão só cinzas deixou.
O coração acalenta um desabor, uma dor.
De se ter perdido muito suor, calos nas mãos, marcas nos pés,relíquias que não tem preço.
Partes de uma História construída que poucos conhecem e que muitos não terão as mesmas oportunidades de conhecer.
Herança que destinava.se a ficar, quando os autores e atores aqui não mais pudessem ficar.
Lamento por tudo que sonhamos, pelo valor inestimável que perdemos, mas a cortina da vida ainda não fechou e o sonho não acabou. Que as chamas desse fogo ascenda ainda mais o fogo ardente de fazer gente feliz e sorridente.
Quem sabe um dia, num lugar qualquer da platéia o autor incediário mude de escolha e venha para o lado de cá, provar da alegria de se ter um coração que gere sonhos e transformações boas num mundo tão monótono de valores humanos e tão carente de verdadeiro amor.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Sol!















E o sol refugiou-se e vários cantos do mundo se encolheu.
Alguns festejam o frescor do ar. Outros resmungam o enrugar da pele.
Outros vivem da espera de um dia quente ele voltar...
Sabemos que está aí, despontando-se  em algum lugar do universo.
Que ilumina outros olhares, aquece outros corações, põe tudo as claras os cantos e trajes mais sórdidos.
Aqui, falo da saudade do verão que já vivi e fico a espera desse sol que há de vir.
Cida.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Eu e os mutantes.

Eu, meu complexo eu,
Só eu sei o que é ser esse eu.
Com tantas coisas à fazer,
Tantas outras já feitas.
Ser imperfeito é relutante,
numa selva de pessoas quase mutantes,
mas que se acham muito importantes.
Num espaço "tão pequeno", se tornam umas
bestas gigantes, com ares bem arrogantes.
Pobres bestas, quase mutantes, gente assim como eu, apenas
mais um errante.
E bem ali, mais adiante,  podem apagarem -se num tão breve instante.
E eu? Sigo aqui com minhas ilusões de que posso mais, e mais, e mais...
Vou sendo esse eu que só eu sei o que é ser.
E por mais que me olhem atravessados, pouco me importa.
Aprendi a amar esse eu que sou.

Cida!


terça-feira, 18 de julho de 2017

Do ser...

Os gostos e desgostos de ser quem você é, pertencem somente a quem calça suas sandálias, ergue sua cabeça nas vitórias ou nas derrotas, nos sabores e desaberes que suas ideias alcançam.
Então, firme o pé, seja sempre o que você é porque a vida é mesmo esse imenso trem bala que leva e que tráz, mas que nunca segue vázio. Seja rápida, pois a velocidade desse trem só sabe quem tem as chaves que dão voltas e mais voltas nesse imenso universo de pedras e de flores. E lembre-se, há mais pedras para aqueles que suportam pesos e sabem lapidá.las. Lance sempre um olhar sereno, um sorriso sincero, um colo materno e atitudes que salvem. Não precisa ser sempre grande, mas que vá crescendo aos poucos esses gestos de grandesa, que eles alcancem o coração, tão somente de quem se faz necessário.
Talvez, antes que essa viagem termine, você possa desfrutar com mais gosto o percurso percorrido.
   Cida.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Reflexões de férias.

Gosto de ver pessoas que sabem sorrir e projetar esperanças boas em tudo que faz. Que não desanima fácil e encoraja os outros a ter confiança e seguir adiante. Gosto de gente que fala com firmesa, demonstrando bom ânimo no combate e disposição diante dos eventuais obstáculos. Gosto de ver a alegria mesmo que seja por trás de um rosto marcado pelas cicatrizes de uma vida complicada. Vejo da minha janela, tantas pessoas do jeito que me dá gosto.  Me orgulho de ser um pouco assim do jeito que eu gosto.Chuva no deserto, sol na tempestade.
Cida.🌞💧⛅💖

terça-feira, 11 de julho de 2017

férias.

Quando meus pés não suportarem mais os calos dessa vida, que as minhas pegadas sejam setas para novos desafios e o pó da poeira levantada a inguietação que inpire novos ares. Que a busca seja persistente e o pulsar das batidas do coração, traga o alimento necessário ao corpo e a alma.

Cida.👠👒💖

segunda-feira, 3 de julho de 2017

A vida

A vida é um breve respirar
num instante qualquer
Do jeito que der.
É curta, mas vale a pena cada escalada.
Mesmo que calejada,
Não se negue o direito de viver.
Então, sinta o vento te tocar
Ganhe tempo apreciando os folhas
das árvores balançarem e piu, piu
que refletem vidas em seus galhos.
Seja  vida por onde quer que esteja.
                                   Cida.